Escritório de advocacia entra na mira de nova fase da Faroeste

Por Correio 24 horas

Um escritório de advocacia com trânsito livre na cúpula do Judiciário baiano está entre os principais alvos da próxima fase da Faroeste, prevista para ser deflagrada em breve. À Satélite, investigadores escalados para tocar a operação contra o esquema de grilagem e venda de sentenças no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ) revelaram que a banca comandada por advogados conhecidos pelas ligações com integrantes da Corte entrou na mira da Procuradoria-Geral da República (PGR) e da Polícia Federal (PF) após indícios fornecidos recentemente por um novo delator da Faroeste, cujo nome é mantido em sigilo. No entanto, fontes com acesso ao caso garantem que a futura etapa da investigação é baseada em depoimentos prestados por um dos desembargadores acusados de receber propina do esquema.

Stand by
Segundo apurou a coluna, a Faroeste mantém em compasso de espera outras ofensivas sobre magistrados do TJ e só não entrou em campo por causa de limites impostos pela pandemia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*